prepare um légitimo churrasco gaúcho neste final de semana


Essa “mania nacional” é originária dos pampas gaúchos, onde há mais de um século começou a tomar forma. Nesse tempo, os tropeiros, trabalhadores rurais que lidavam com o gado, ficavam longos períodos no campo conduzindo os rebanhos. A principal refeição do dia era feita nos finais de tarde, no acampamento e tinha como base a carne de boi.

Um pedaço de costela fresca colocado num espeto de madeira e temperado com sal grosso era assado nas brasas do “fogo de chão”. Como acompanhamento, pedaços de pão ou algumas batatas cozidas. Simples, prático e gostoso: não foi à toa que virou tradição fortíssima!

O churrasco gaúcho se tornou coisa de família, passado de pai para filho. Sua excelência ajudou a ultrapassar as fronteiras do estado. O clima de festa e descontração que costuma acompanha-lo talvez tenha a ver com a índole dos gaúchos, tidos como simpáticos e acolhedores, chegados a uma socialização com os amigos… acompanhada de um bom churrasco, é claro!

Além disso, as carnes assadas na grelha também compõem uma boa fonte de renda e trabalho para muitas pessoas. Em qualquer cidade do Rio Grande do Sul há uma churrascaria. Em cada esquina, é servida uma carne macia, da melhor qualidade com alguns acompanhamentos e muita alegria.

Quer preparar um legítimo churrasco gaúcho no próximo fim de semana? Então vamos lá!

Primeiro limpe bem a churrasqueira e retire todas as cinzas. Em seguida, acomode pedaços de carvão empilhados no centro da churrasqueira em formato de círculo. No meio do círculo, coloque uma bola de papel embebida em, mais ou menos, 100 ml de álcool. Antes de riscar o fósforo e jogar na bola de papel a uma distância segura, tenha cuidado e evite acidentes: guarde o pote de álcool bem longe da churrasqueira.

Enquanto a churrasqueira esquenta, tempere o churrasco. A carne mais suculenta só precisa de sal grosso para ficar no ponto. A quantidade vai depender da espessura da peça. Um pedaço inteiro de picanha ou maminha vai utilizar bem mais sal do que uma capa de filé – a média é 18g de sal grosso para um quilo de carne de boi. E só salgue minutos antes ir para o fogo – não é recomendável deixar em salmoura por muito tempo para não drenar os líquidos e ressecar a peça.

Só coloque a carne para assar quando o carvão da churrasqueira estiver em brasa e sem nenhuma labareda. Também dá para regular a quantidade de calor: se quiser assar também frango ou peixe, espalhe a brasa para baixar a temperatura na parte da grelha onde acomodar estas peças.

Quando retirar a carne do fogo, tire o excesso de sal pendurando a peça em um garfo grande, próprio para churrasco e dando pancadinhas de leve com uma colher de pau.

Pão de alho, salada verde, maionese, farofa e molho vinagrete são ótimos acompanhamentos para churrasco. E para finalizar, você pode colocar um abacaxi com bastante canela no espeto e deixar assar. Fica uma delícia como sobremesa!

O nosso famoso “churras” é muito gostoso e prático: faça o seu também!

Fonte:Fernando Souto

Contate-nos
  • Revista Vitrine do Aposentado
  • Revista Vitrine do Aposentado

Links Úteis

Post%20(2)_edited.jpg
Post%20(2)_edited.jpg
Post%20(2)_edited.jpg
Logovitrinedoaposentado_edited.jpg

© por vitrine empresarial